O Banner acima foi no início da Cervejaria Saint Bier, houve uma mudança no logo da cervejaria. Essa matéria foi enviada a nós em 2012, quando teve o sucesso da cerveja Duff. Porém, depois de algum tempo, a Duff simplesmente sumiu de mercado. Acompanhe abaixo a matéria feita em 2012:

A Cervejaria Saint Bier iniciou a produção de chopes e cervejas artesanais em 2008 e, atualmente produz 25 mil litros de bebidas por mês. Instalado em um amplo prédio de estilo germânico, a cervejaria fica localizada no município de Forquilhinha, sul de Santa Catarina.
Com sabor, cor e aroma de alta qualidade, as cervejas e chopes Saint Bier são conhecidas como “o sabor do puro malte” e apresentam como diferencial a utilização de apenas quatro ingredientes: água, malte, lúpulo e fermento. O milagre, segundo o empresário Abrahão Paes Filho, acontece no manuseio destes produtos, que acaba por gerar naturalmente os sabores, o álcool e o gás. Diferente das cervejas convencionais, os chopes e cervejas artesanais levam em média de 30 dias para ficarem prontos.

Saint Bier, um pub temático

Repleto de atrativos, o Pub da Cervejaria Saint Bier é temático e reúne, principalmente, coleções relacionadas a itens de cervejas.

Entre os diferenciais do Pub, destaca-se a Coleção Internacional de Tampinhas, de Canecos de Baile de Chope, de Bolachas - que são bases para copos -, além de quadros e da Casa do Companheiro, que não é uma coleção, mas que atrai a atenção dos visitantes, por ser um espaço onde ficam os canecos dos frequentadores mais assíduos da casa.

Além destas atrações, o proprietário da cervejaria destaca que os banheiros, tanto feminino quanto masculino do Pub da Saint Bier, também contam com diferenciais. “Somente quem frequenta o local sabe do que se trata”, relata com ar de surpresa.

COLEÇÃO INTERNACIONAL DE TAMPINHAS ATRAI ATENÇÃO DOS VISITANTES



Tudo iniciou quando diferentes cervejas começaram a ser experimentadas e as garrafas, rótulos e tampinhas foram sendo guardadas. Pregadas na parede da Cervejaria, a Coleção Internacional de Tampinhas atrai a atenção dos visitantes, principalmente pela diversidade.
A intenção sempre foi deixar as tampinhas à mostra, já que guardá-las em um vidro acabaria ficando “sem graça”, e a ideia, então, foi pregá-las no pilar. Construída por acaso, a coleção é formada por doações, sendo que muitas pessoas que conhecem o espaço e viajam, trazem os objetos.
Para Jorge Henrique Gitzler, que já doou várias tampinhas para a Cervejaria Saint Bier ao longo de dois anos, a coleção demonstra o quanto a empresa é dedicada em conservar a história do produto. “A Saint Bier tem uma cultura empresarial, um produto diferenciado e sabe por que está produzindo cervejas. Cada tipo de cerveja da Saint Bier tem um estilo, um motivo de existir e tudo isso é transmitido para o consumidor”, salienta. Gitzler também ressalta que doa os objetos por saber que na Saint Bier as tampinhas serão bem cuidadas, já que representam muito ao mundo cervejeiro.

TETO DE BOLACHAS: A NOVIDADE DO PUB




Entre as coleções da Cervejaria Saint Bier, a coleção de bolachas, que são bases para copos, é uma das mais recentes.
Assim como as demais atrações já existentes no Pub da Cervejaria, a de Bolachas também será composta por doações e deverá ajudar a alcançar o propósito da empresa, ou seja, que os visitantes conheçam a história dos chopes e cervejas por meio dos objetos.


O ESPAÇO DOS FREQUENTADORES MAIS ASSÍDUOS

A pessoa compra um espaço, tem uma escritura e, se quiser, pode transferir para herdeiros. Assim funciona a Casa do Companheiro, uma das atrações que aguça a curiosidade de quem passa pelo Pub da Cervejaria Saint Bier. Nos espaços, os donos guardam os canecos, utilizados sempre quando vão à Cervejaria. O resultado é uma prateleira que revela grande diversidade de cores e formas de copos.

Atualmente o espaço conta com 90 lugares, sendo que 88 já foram preenchidos. A Casa do Companheiro foi uma ideia do frequentador João Alberto Vasconcellos, conhecido como Beto, que esteve na inauguração da Cervejaria e falou de um bar do Rio Grande do Sul que tinha este espaço.
Depois que a ideia foi lançada, ainda levou-se mais um ano para que fosse colocada em prática, sendo que uma cristaleira foi construída sob medida para colocar os canecos.

Um dos frequentadores do Pub da Saint Bier, dono do espaço de número 64 na Casa do Companheiro, José Henrique Eyng, conhecido como Heine, relata que simpatizou com a possibilidade de abrigar um caneco que trouxe de Berlim, na Alemanha. “É um ambiente muito agradável e que em muito lembra os pubs de cervejarias vistos na Europa”, enfatiza. Segundo ele, o caneco, que hoje está na Casa do Companheiro tem grande significância. “Sempre que tomo chope naquele caneco lembro do local e das condições em que o adquiri”, salienta.

Para Heine, o espaço na Casa do Companheiro é muito importante, já que quando o caneco estava em casa não havia o hábito de utilizá-lo. “Com a Casa do Companheiro, o cliente está sempre em contato com o produto e o local”, afirma. De acordo com ele, o espaço é uma boa estratégia para fortalecer o vínculo entre empresa e cliente. “Caso algo não esteja bem, temos a liberdade de opinar e, dessa forma, tudo tende a melhorar”, ressalta. Além disso, continua Heine, a Casa do Companheiro representa a manutenção de cultura e aspectos tradicionais de cervejarias. “O Pub também conta com coleções, como a de tampinhas, que geram um ambiente diferenciado e exclusivo”, sublinha

Verdadeiras obras de arte, a Cervejaria Saint Bier conta com uma coleção que reflete boa parte da história do chope no sul do Brasil. Cravados na parede, a Coleção de Canecos de Porcelana de Baile de Chope enfeita o Pub da Cervejaria, atraindo a atenção pela diversidade e criatividade das formas dos objetos.


“As pessoas traziam os canecos e perguntavam se eu não queria decorar o ambiente e eu aceitava. Até que um dia estava pensando onde colocá-los e surgiu a ideia de cravá-los na parede”, relata o proprietário da Saint Bier, Abrahão Paes Filho, enfatizando que no mesmo dia em que teve a ideia, chamou o pedreiro para colocá-la em prática.
Um dos doadores de canecos de porcelana para a coleção, Ramão Trois Filho, que também trabalha na Cervejaria Saint Bier desde a sua fundação e faz parte do Clube Amigos do Monge, salienta que grande parte dos objetos presentes na coleção eram guardados como se fossem troféus pelos participantes de bailes de chope. “Assim como outros objetos, os canecos são fundamentais para a história da bebida”, enfatiza.


O doador de canecos ressalta que os objetos doados por ele vieram de cidades alemãs do Rio Grande do Sul, como Ivoti, Dois Irmãos, Morro Reuter, Montenegro, e também de cidades de Santa Catarina como Blumenau, Joinville e Timbó. Segundo ele, os canecos que mais se destacam são os que apresentam imagens em alto relevo, principalmente com paisagens da região onde foi realizado o baile.
Os canecos mais antigos da coleção são de meados da década de 60, sendo que junto com todos os canecos cravados na parede são colocadas identificações com o nome do doador, do baile e do ano em que a festa aconteceu.


Cervejania.Com agradece a Enfatizze Comunicação pela matérias e fotos cedidas nesta edição.Visite o Site da Saint Bier: www.saintbier.com.br. Telefones de contato: (48) 9985-0057 / (48) 3463-3400 (A/C:Abrahão Paes Filho)

O que aconteceu com a Cerveja Duff?

Para quem não conhece a cerveja Duff é a cerveja preferida do Homer Simpson, da série de desenho animado dos Simpon. A cerveja original, segundo o site Wikipédia :" A Duff Beer é comercializada no mundo real por diversas empresas sem autorização oficial ou consentimento do criador de Os Simpsons, Matt Groening. Groening declarou que não pretendia jamais licenciar a marca Duff para uma bebida alcoólica verdadeira por temer encorajar crianças a beber, entretanto nenhum procedimento contra o uso é conhecido, permitindo o estimulo de consumo entre menores.A Duff que está à venda não é um produto oficial da Fox, detentora dos direitos sobre a história da família Simpson. O responsável pela criação é o mexicano Rodrigo Contreras, que registrou a marca no México e lançou a cerveja na Espanha em 2007, numa parceria com a cervejaria belga Haacht Brewery. Na América do Sul, a bebida pode ser encontrada no Chile, no Paraguai e na Colômbia.

Os direitos de produção no Brasil foram adquiridos no ano passado pela Duff do Brasil. A bebida não é mais fabricada no Brasil, quem tinha os direitos da fabricação era a Saint Bier, responsável também pela produção da Cerveja Coruja.

Conrado Kaczynski, sócio da Duff do Brasil, explica que a fórmula muda de acordo com o país: “Enquanto as versões europeias são mais massificadas e baratas, tentamos fazer no Brasil uma cerveja premium que tenha um sabor leve e especial."

Histórica rica da Saint Bier:Lançada a Cerveja Duff em SC:

Janeiro de 2012
Santa Catarina passa a contar com a Cerveja Duff, conhecida como a bebida do seriado Os Simpsons. O evento de lançamento para o estado aconteceu no sábado, 7 de janeiro de 2012, na Cervejaria Saint Bier, em Forquilhinha, responsável pela produção da bebida para todo o país.
Um dos sócios da Duff do Brasil, Conrado Silva Kaczynski, explicou que cerca de 20 cervejarias brasileiras foram visitadas, mas a Saint Bier foi a que melhor cumpriu com todos os critérios necessários. “No Brasil, fizemos questão que a Duff fosse uma cerveja conhecida como puro malte e esta cervejaria apresentou o perfil que procurávamos”, enfatizou.
Assim como Kaczynski, o proprietário da Cervejaria Saint Bier, Abrahão Paes Filho, ressaltou que a conquista deve-se mesmo aos padrões internacionais de qualidade que a fábrica segue. “Nós nos dedicamos muito à produção com qualidade”, sublinhou.
A forma de distribuição da bebida no estado de SC ainda será analisada, mas a previsão é que nos próximos meses os consumidores já possam apreciar a conhecida bebida do Homer Simpsons. Atualmente, a Duff está disponível em São Paulo e no Pub da Cervejaria Saint Bier, em Forquilhinha, sul de Santa Catarina.

NOVEMBRO DE 2019

Infelizmente a cerveja não é mais comercializada pela Saint Bier e nenhuma outra cervejaria. Eu degustei essa cerveja na época e achei muito sensacional! Uma cerveja premium de qualidade. Deixo registrado nesse portal uma página de ricas informações sobre a cerveja Duff que um dia foi comercializada no Brasil. Hoje não mais existe a produção e venda dessa cerveja. Se algum dia lançarem a Duff novamente, fafremos uma matéria exclusiva dela.


 

 

 

Cervejania.com - todos os direitos reservados- 2011 - São Paulo - SP/Política de privacidade