Fevereiro, 2012

Cervejas e Carros! Duas paixões que levaram os irmãos Marcos e Roberto Camargo a criarem a Cerveja da Oficina. Uma história de luta e exemplo para todos os que querem iniciar o seu ramo em cevas caseiras. Conheci a Cerveja da Oficina através de um site de cervejas. Li a história do Marcos e achei interessante compartilhar com vocês meus amigos cervejeiros. Motivado por seu irmão Roberto, Marcos começou a se interessar por cervejas artesanais e degustações. Movido por uma certa frustração decorrente de uma artrose nos ombros, o que o impossibilitou de continuar levantando peso por quase 30 anos, resolveu adquirir um kit para fazer cevas caseiras. Na foto abaixo, Roberto, esquerda e Marcos. Ao Lado as idéias e inspirações na criação dos rótulos.

Junto com sua esposa Alessandra, e os irmãos Roberto e Armando fizeram a primeira leva. Segundo seu testemunho, ele quase ia desistir,por alguns pontos que deram errado, mas motivado por sua esposa ele continuou o processo. Já produziu as seguintes levas: Pilsen, Trapista, IPA, Premium Ale, Stout, Red Ale e Trigo além também de fazer o delicioso pão caseiro com as sobras do malte. Esta história aconteceu em Fevereio de 2011. Um ano depois, Cervejania.Com visita Marcos Camargo e sua cervejaria.

Uma parte do laboratório

Acima, as panelas cervejeiras: uma automotizada e a tradicional.

Nossa conversa foi longa, de cevas a carro, rock n'roll, cevas importadas, cevas nacionais, tecnologia cervejeira, tecnologia de autos, livros e mais livros sobre os assuntos e claro a nossa degustação que foi totalmente sofisticada com queijos de primeira linha! Conheci também o Roberto, irmão do Marcos, que tem como paixão os motores de auto. A filosofia de trabalho deles é muito criativa, comparando as cervejas com motores de carros, como por exemplo a Pilsen tem como comparação um motor 318 de um Chrysler e uma English Bitter Ale, já mais forte e encorpada na sua fórmula, tem como comparação um motor 350 Chevrolet V8. Atualmente Roberto está restaurando uma F100



Além das duas paixões descritas, Marcos e Roberto adoram livros. Sempre estão se informando sobre carros e cevas. Seus autores são consagrados como Michael J. Lewis, Terry Foster, John J. Palmer entre outros. São autodidatas no assunto de cervejas e humildes nas trocas de experiências. Participam de eventos cervejeiros como por exemplo o Beer Experience. O que era para ser uma entrevista, acabou sendo uma conversa bem legal e descontraída e com muitas Pilsen 318! Hoje eles evoluiram muito na técnica e na produção de cevas caseiras! No blog Cerveja da Oficina eles descrevem o quanto evoluiram de um kit básico de 20 L a uma evolução automatizada, como por exemplo uma máquina de 30 litros automática que controla a rampa sem o risco de queimar o mosto. Mas não abandonaram as antigas panelas.

Em 2011,a Cerveja da Oficina passou por uma reforma que rendeu uma melhor acomodação dos equipamentos e das produções.A evolução da produção: a panela de brassagem manual, foto acima, onde tudo começou. Esta tem capacidade para 20 L. A nova panela de brassagem com capacidade para 30 L ( abaixo, a esquerda) controla a rampa sem o risco de queimar o mosto.

BLOG DA CERVEJA DA OFICINA

Um blog recomendado a todos os cervejeiros iniciantes, assim como eu, e também aos avançados. O assunto certamente é cerveja, mas uma outra paixão são os carros! Para os cervejeiros que também gostam de carros, vão delirar ao ver tantas informações como motores de 318 v8, 340 v8, 360 v8 entre outros!

 


Cervejania.Com  agradece a Marcos e Roberto Camargo pelas horas descontraídas das conversas sobre cervejas, carros e rock em um sábado de carnaval de 2012. As cervejas e a degustação com queijo estavam sensacional! Fotos: Tchesco

As matérias e as fotos contidas nesta secção são de autoria do Tchesco do site Cervejania.Com. Qualquer uso de imagem ou texto por favor, envie um e-mail para cervejania@hotmail.com


 

Degustando as Cervejas da Cerveja da Oficina

Diretamente da Cerveja da Oficina, degustamos as preciosas cevas PilsenPale Ale e English Bitter Ale. A cada degustação que fazíamos, os irmãos Marcos e Roberto Camargo, também davam explicações sobre carros, motores e experiências com mecânica de autos.

Começamos a degustar a Pilsen 318 (aqui cada ceva tem um número de identificação com motores de carros, quanto mais forte for a ceva, maior é a identificação com um motor mais potente!). Possui 4,5% ABV, feita com Malte 100% pilsen, fermento Belga e pouco lupulada. Bem leve e refrescante, ideal para um dia de churrasco ou reuniões com amigos. Há notas de pão e é levemente caramelada.

O interessante é que a primeira Pilsen que degustamos foi feita em panela de brassagem manual e a segunda em panela elétrica. A segunda Pilsen feita em panela elétrica ficou mais filtrada e leve com ótima drinkability.

O projeto de rótulo da Cerveja da Oficina com o número da identificação da cerveja (318) bem destacado. Ao lado detalhes da carbonatação e formação de bolhas pequena. Nesta foto a Pilsen foi feita pelo sistema caseiro de brassagem.

Pale Ale

Nossa conversa sobre cevas e carros foi longa. Degustamos uma Pale Ale, esta tem aromas frutados, com 7,5% ABV e apresenta notas cítricas. Ela pode ser comparada a uma Duvel Belga.Tem final frutado. Harmonizou perfeitamente com alguns queijos franceses que estavam a mesa.

English Bitter Ale

Já a English Bitter Ale, que também é conhecida por 350, já é uma ceva mais forte. É extremamente malteada e um pouco seca. Tem notas furtadas e um pouco caramelizada. Tem final seco e frutado. Tanto a Pale Ale como a English Bitter Ale são ótimas opções para aqueles que apreciam cevas fortes e pratos a base de carnes bovinas ou suinas. Ao fim da degustação só faltou repetir novamente a degustação.

 

Cervejania.com - todos os direitos reservados- 2011 - São Paulo - SP/Política de privacidade